.:: Mascaro Nascimento Advogados ::.
Notícias

Notícias

Atuação
Boletins
Conteúdo Jurídico
Endereços
Quais os direitos dos profissionais PJ quando são demitidos? - resposta de Marcelo Mascaro Nascimento no Portal Exame

Demissão: PJ não tem direito a FGTS nem seguro-desemprego 
 
Resposta de Marcelo C. Mascaro Nascimento, sócio do escritório Mascaro Nascimento Advocacia Trabalhista
 
Para responder a essa pergunta, primeiro é preciso ter claro que a contratação como pessoa jurídica é vedada pelas leis trabalhistas brasileiras.
 
Uma contratação desse tipo não estará sujeita a subordinação, fiscalização no ambiente de trabalho, controle de jornada, entre outros requisitos que consagram a relação de emprego legítima.
 
Por essa razão, a pessoa jurídica não receberá quaisquer direitos trabalhistas, uma vez que todos esses direitos são somente direcionados ao colaborador sob o regime celetista.
 
Quando a relação é estabelecida entre pessoas jurídicas, dissimulando uma relação empregatícia legítima, o colaborador perderá todos os direitos trabalhistas e previdenciários garantidos pela legislação atual e pela Constituição Federal. Dentre eles: décimo terceiro, férias, aviso prévio, FGTS, seguro-desemprego, auxílios-doença/acidentário, até mesmo previstos em acordos coletivos e convenções trabalhistas.
 
E mais: caso o contrato seja rompido, o colaborador não terá direito às verbas rescisórias como qualquer outro celetista, colaborador registrado. Somente terá direito à remuneração dos dias trabalhados no mês, pagas a título de contraprestação dos serviços prestados do mês anterior. 
 
Fonte: http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/quais-os-direitos-dos-profissionais-pj-quando-sao-demitidos


 

São Paulo: Tel: +55 11 2175-9000 - Fax: +55 11 3256-7401
© Mascaro Nascimento Advogados 2010 Todos os direitos reservados
Twitter Facebook LikedIn
Desenvolvido por: Original Design