.:: Mascaro Nascimento Advogados ::.
Notícias

Notícias

Atuação
Boletins
Conteúdo Jurídico
Endereços
Em tempos de crise, especialistas dão dicas para manter ou trocar de emprego
A crise econômica é uma realidade, e o desemprego atingiu o patamar de 6,4% em abril, o maior desde março de 2011. De acordo com os especialistas em recursos humanos, há algumas recomendações que profissionais de todos os segmentos podem seguir na tentativa de manter o emprego. Há soluções também para quem quer trocar de empresa ou está desempregado.
 
A consultora de carreira Catho, Elen Souza, afirma que é necessário estar ainda mais focado na carreira, neste momento complicado:
"É importante ser proativo e não se limitar a fazer apenas as mesmas atividades de sempre. O senso de urgência precisa estar apurado, então nada de adiar tarefas e responsabilidades durante o expediente."
Além disso, o indicado é pensar “fora da caixa” e sempre procurar melhorias para a companhia como um todo:
 

"É fundamental saber identificar problemas e procurar soluções que possam colaborar com o desempenho da empresa. Se possível, colabore também com ideias para outras áreas."

Viviane Cândido, especialista de RH da VAGAS.com, acrescenta que, apesar do desempenho, os profissionais não devem esperar aumentos nos salários:
 
"É preciso compreender que possivelmente muitas decisões que envolvem custos serão pausadas, mesmo que seja algo anteriormente já discutido e decidido, como promoções salariais. Esse é um momento de exercitar a paciência e não mudar de emprego apenas pelo fato de não ter conseguido ainda o seu tão sonhado aumento salarial."
Ainda de acordo com Viviane, o profissional que quer mudar de empresa deve ter cautela, mas não pode ter medo de trocar “o certo pelo incerto”:
 
"Quando o profissional está insatisfeito ao ponto de buscar outra oportunidade, ele já está vivendo o incerto. Trabalhar frustrado, sem realização profissional, pode te levar a uma improdutividade e isso também colocará em risco o seu emprego."
Ela lembra que funcionários dedicados não precisam se desesperar com o cenário de crise:
 
"Isso não significa que o mundo parou. Obviamente que a intensidade das contratações diminui, mas sempre haverá vagas abertas, e a busca por profissionais capacitados, com prazer e realização pelo que fazem", continua.
O psicólogo e consultor de carreiras do Bê-á-bá do RH, Carlos Eduardo Pereira, ressalta que, além de manter o currículo atualizado, é indicado usar as redes sociais adequadamente:
 
"É preciso ter um cadastro ativo no Linkedin, com cadastro nos principais grupos de sua área de interesse. Nesta rede, já virou praxe pelas empresas a divulgação das suas vagas. Além disso, o Facebook também é muito importante, pois, mesmo num momento de crise, parte de seus amigos trabalham em algum lugar e podem te indicar a um emprego. Assim, postura e educação nas redes podem ser seu passaporte para o novo emprego."
Já Renato Mendes, consultor de carreiras da plataforma de empregos Job1, listou outras seis recomendações importantes para quem for demitido ou quiser mudar de emprego:
 
1) Mantenha o currículo atualizado: toda e qualquer qualificação pode ser diferencial no processo de seleção;
 
2) Faça networking: manter contato com pessoas e mostrar disponibilidade pode abrir novas oportunidades;
 
3) Frequente eventos: quem procura uma nova oportunidade precisa ver e ser visto, para ser lembrado;
 
4) Faça cursos e aprenda idiomas: as competências aumentam a chance de recolocações;
 
5) Mantenha a autoestima: quem confia em si mesmo atrai mais credibilidade por parte dos recrutadores;
 
6) Fique atento às oportunidades: pessoas pró-ativas e ligadas no mundo têm mais chance de achar um emprego melhor.
 
 
São Paulo: Tel: +55 11 2175-9000 - Fax: +55 11 3256-7401
© Mascaro Nascimento Advogados 2010 Todos os direitos reservados
Twitter Facebook LikedIn
Desenvolvido por: Original Design