.:: Mascaro Nascimento Advogados ::.
Notícias

Boletins

Boletins
Atuação
Boletins
Conteúdo Jurídico
Endereços
Julho/Agosto 2014 - edição 181
Gestão de Pessoas

A gamificação como nova ferramenta de Inovação

Débora Bobra Arakaki Masson

O mundo empresarial hoje é palco de mudanças rápidas e significativas, em um cenário cada vez mais competitivo, à luz de inovações.

Os contínuos desenvolvimentos de novas tecnologias digitais têm transformado diversas empresas que procuram não ficar à margem, mas muito mais, buscam sobreviver a este turbilhão de mudanças, utilizando o melhor da tecnologia.

Dessa forma, várias empresas optam por alterar sistematicamente suas agendas competitivas de preço para qualidade, flexibilizando regras, reduzindo o tempo mínimo para lançamentos de novos produtos e serviços, emergindo, portanto, a capacidade de inovar.

Desafios e dilemas também são incorporados à preocupação rotineira das organizações pela constante busca da inovação. Num primeiro instante, é necessário que o empresário esteja disposto a assumir riscos, investindo em recursos físicos e humanos necessários à inovação. Em contrapartida, a preocupação constante com a inovação faz com que o capitalismo continue um sistema produtivo dinâmico, possibilitando mobilidade social aos empresários-empreendedores.

Estudos revelam que os principais fatores inibidores da inovação são: a escassez de pessoas qualificadas; ausência de colaboração; regulamentação excessiva; falta de foco, a curto prazo e de visão, a longo prazo.

Segundo gerente de Inovação de empresa de varejo: “Dentre todas as condições adversas inibidoras de inovação, a falta de entendimento das necessidades do consumidor e da própria dinâmica do mercado, é com certeza a que mais nos preocupa. É importantíssimo saber o sentimento individual e mutante dos nossos consumidores”.

Diversos outros aspectos potencialmente negativos hão de ser observados para que as empresas continuem mantendo sua competitividade e conquistando novos públicos, tais como: resistências dos altos executivos à mudança; falta de defensores da inovação dentro da empresa e finalmente, escassez de pessoas qualificadas/capacitadas para implementar e gerir essas mudanças.

Neste aspecto, o antigo jargão: “quem não veste a camisa da empresa, tem que se adequar”, se aplica perfeitamente para as empresas que passam por este processo de inovação. Por isso, a importância de um saudável clima organizacional entre os altos executivos da empresa e os demais colaboradores. Todos devem estar sempre engajados, prestigiando a comunicação aberta e livre entre colegas, facilitando a troca de ideias. Cada colaborador deve ter preservado seus sentimentos de respeito à empresa e suas boas práticas e projetos devem ser ouvidos, sem que seja tolhido por seus superiores hierárquicos.

E assim sendo, a gamificação é uma ferramenta nova que mistura os melhores propósitos dos games e da economia comportamental, extremamente útil em determinadas situações que requerem uma mudança de comportamento ou de processos.

Dentre as novas atividades propostas pelo já mencionado gerente de Inovação de empresa de varejo, criou-se um ambiente virtual, em que uma série de ideias é inserida e quanto maior for a adesão entre os colegas, maior a premiação, podendo gerar, inclusive, diversas vantagens: vale-compras em lojas, trocas por viagens, dentre outros.

Este ciclo virtual de socialização, em algumas empresas envolve não só os colaboradores internos, mas também fornecedores e clientes, e sob este prisma, é imprescindível que o diálogo entre as pessoas seja multifacetado e permita críticas e revisões.
 
Arremata o gerente de Inovação: “O que o colaborador mais quer é ser ouvido, e se possível, ter uma ideia sua implementada. Não existe maior valorização para o profissional do que esta”.

A par de tudo isto, reconhece-se a importância da existência de uma base de conhecimentos comuns aos colaboradores dos diferentes departamentos e divisões como pressuposto para uma adequada comunicação entre eles. O que não se confunde com comunhão de pensamentos e opiniões, que acabaria barrando a livre expressão, fundamental para criação de novos conhecimentos e inovações.

São Paulo: Tel: +55 11 2175-9000 - Fax: +55 11 3256-7401
© Mascaro Nascimento Advogados 2010 Todos os direitos reservados
Twitter Facebook LikedIn
Desenvolvido por: Original Design