.:: Mascaro Nascimento Advogados ::.
Notícias

Boletins

Boletins
Atuação
Boletins
Conteúdo Jurídico
Endereços
Julho/2015 - edição 189
Gestão de Pessoas

Os principais fatores que liberam a motivação das pessoas e a intrínseca relação entre motivação e comunicação assertiva

Débora Bobra Arakaki Masson

Levando em conta que o ser humano passa um terço da vida dedicando-se ao trabalho e é no interior das organizações que as pessoas passam a maior parte de suas vidas e, que as empresas dependem das pessoas para definir a sua visão de futuro, os seus objetivos, suas metas e também desenvolvendo as estratégias, arriscamos a dizer que a motivação no ambiente laboral representa um dos assuntos mais atuais.

A palavra motivação é originada da palavra latina "movere" que significa mover; e quanto mais uma pessoa se sente motivada por um trabalho, menos vê o tempo passar. Ao contrário, quanto mais desmotivada, mais longo o dia, mas cansativo se torna qualquer atividade.

Em linhas gerais, a motivação é um conjunto de fatores psicológicos (conscientes ou inconscientes) de ordem fisiológica, intelectual ou afetiva que interage e determina a conduta de um indivíduo.

Arriscamos dizer que uma comunicação assertiva é fundamental para este processo motivacional, já que equilibra as relações interpessoais e os processos internos de toda e qualquer organização.

Segundo especialista na área de gestão de pessoas que identifica os gaps de comunicação dentro das organizações, as funções de comunicação dentro da organização são preenchidas em três fases: “As regras devem ser claras e já praticadas pelos sócios e altos comandos da empresa, num processo contínuo de consolidação de valores culturais nas tarefas diárias. Deve haver retorno constante através de feedbacks quanto as condições das pessoas ou monitoramento do canal de comunicação dos quais a organização depende para a propagação de informação. E, finalmente, deve haver adaptações constantes, executando as modificações necessárias e oportunas.”

Muitos apontam o dinheiro como um símbolo maior de motivação, mas especialista da área de recursos humanos, segundo pesquisa realizada na empresa do ramo de alimentação onde trabalha, compartilha: “O colaborador quer muito mais que reconhecimento financeiro, quer ter satisfação no que faz, ter a certeza que seu trabalho é produtivo e valorizado, e que isto pode lhe dar oportunidades de carreira.”

Neste aspecto, ousamos reforçar a ideia de que, a comunicação interna assertiva é o grande veículo de motivação organizacional.
 
Toda empresa deve criar condições necessárias à motivação, possibilitando que todos os colaboradores tenham uma visão clara sobre o futuro seu e da organização, e mais especificadamente, promovendo a consciência de que num trabalho bem realizado, possibilite a integração do pessoal, crescimento constante e que todos motivados, tendem a realizar suas atividades com mais responsabilidade, cooperação e dedicação. E a consequência de toda esta sinergia conduz, inclusive, à retribuição financeira, mas está longe de se resumir a isso!

Finaliza o especialista quanto à importância da motivação: “Não tenho dúvida que a motivação é um dos aspectos mais significativos para qualquer organização, pois os colaboradores motivados são grandes alicerces da empresa, sendo que o maior patrimônio imaterial da empresa é a manutenção de colaboradores produtivos e hábeis.”

E finalmente, concluímos que apesar da felicidade pessoal não ser o foco das organizações, e sim do ambiente familiar, ela pode definir objetivos, mudar rotinas, orientar pessoas, proporcionando aos colaboradores condições para trabalharem bem e se sentirem integrados, valorizados e reconhecidos.

São Paulo: Tel: +55 11 2175-9000 - Fax: +55 11 3256-7401
© Mascaro Nascimento Advogados 2010 Todos os direitos reservados
Twitter Facebook LikedIn
Desenvolvido por: Original Design