.:: Mascaro Nascimento Advogados ::.
Notícias

Boletins

Boletins
Atuação
Boletins
Conteúdo Jurídico
Endereços
Julho/2012 - edição 157
Assessoria Empresarial e Previdenciária

Audiência trabalhista – o preposto e seu treinamento

Carla Blanco Pousada Nuñez

Muitas empresas destacam alguns de seus funcionários para representá-las nas audiências trabalhistas sem dar treinamento ou subsídios suficientes para o desempenho da tarefa.

Dependendo do ramo da empresa e da qualificação profissional do preposto, a falta de preparo pode ocasionar grande prejuízo financeiro, sem que este tenha a intenção de prejudicar a empresa.

O mero desconhecimento, por parte do preposto, dos passos de uma audiência ou da importância de sua fala, pode gerar uma confissão desfavorável à empresa.

Por exemplo, se o preposto é um funcionário novo, que não conhece a realidade da empresa, deve, internamente, se atualizar sobre o caso, entender as práticas da empresa, bem como conversar com o advogado que irá acompanhá-lo para entender a linha de defesa. O simples fato de o preposto dizer ao juiz “não sei responder esta questão”, gera a confissão da empresa e presunção de verdade a favor do autor da ação.

Outro aspecto fundamental é fazê-lo entender que sua presença é distinta da presença das testemunhas. Um representa a empresa e as outras são elementos de prova da empresa.

É importante informar também sobre a postura do preposto no judiciário, a vestimenta adequada, o comportamento em sala de audiência, o momento de falar e o momento de assistir a audiência em silêncio.

Assim, antes das empresas colocarem alguns de seus funcionários na importante posição de representá-las perante o judiciário, devem fornecer um treinamento que os façam entender a responsabilidade da tarefa. Os prepostos devem saber qual o papel do juiz, dos advogados e das partes na audiência. Quais os possíveis questionamentos que irão enfrentar; quem fará os questionamentos e o porquê de ausentar-se da sala de audiência quando da oitiva do autor.

Com treinamento adequado, seguramente o preposto se sentirá preparado e, principalmente, agirá com tranquilidade perante o judiciário. Não cabe a ele conhecer cada detalhe da audiência e das práticas da empresa, mas sim à empresa dar a orientação adequada para que ele a represente da melhor maneira. 

São Paulo: Tel: +55 11 2175-9000 - Fax: +55 11 3256-7401
© Mascaro Nascimento Advogados 2010 Todos os direitos reservados
Twitter Facebook LikedIn
Desenvolvido por: Original Design