.:: Mascaro Nascimento Advogados ::.
Notícias

Boletins

Boletins
Atuação
Boletins
Conteúdo Jurídico
Endereços
Fevereiro/2014 - edição 176
Gestão de Pessoas
Quando optar pela permanência na carreira estritamente técnica

Débora Bobra Arakaki Masson

Todos nós conhecemos as dimensões clássicas da competência, classificadas e subdivididas em: conhecimento, habilidade e atitude. Em breve síntese: o conhecimento refere-se à formação acadêmica, conhecimentos técnicos e específicos. Já a habilidade está relacionada à prática, a capacidade de utilizar os conhecimentos adquiridos durante a vida. Por fim, a atitude (ou os aspectos sociais e afetivos relacionados ao trabalho) trata-se da vontade e como aplicar os conhecimentos que se detém.
 
Dentre outras diversas classificações, alguns doutrinadores da área de administração, diferenciam as competências humanas ou profissionais (aquelas relacionadas aos indivíduos) e as organizacionais (aquelas inerentes a toda organização). Certo é que as competências humanas afetam as competências organizacionais e ao mesmo tempo são influenciadas por estas.
A captação dos profissionais em perfil de competência compatível com as atribuições da atividade a ser desenvolvida dentro da organização é de suma importância desde o início de ingresso na organização, sobretudo no momento de alocação desse colaborador em posições estratégicas da empresa.
 
A grande dúvida que surge na carreira do profissional que possui certos atributos de liderança é se continua como profissional com ótimo desempenho dentro da carreira estritamente técnica ou se se capacita e ingressa na área de gestão de pessoas.
 
A respeito disso, o depoimento de profissional que aplica treinamento em gestão de carreira de instituição financeira é esclarecedor: “Num primeiro momento, temos que pensar em termos de vocação. Existem profissionais que se desenvolvem muito bem sozinhos, realizando trabalho excepcional, não possuindo tantas habilidades e atributos relacionados a gerenciar pessoas”.
 
Em termos práticos, o profissional que opta pela carreira estritamente técnica, não obstante ter habilidades gerais de comunicar-se, concentrar-se no cliente; concentra sua carreira e fortalece suas habilidades específicas individuais e técnicas, com certa predileção ao mestrado acadêmico.
 
Em termos salariais, cada vez mais os profissionais com habilidades estritamente técnicas têm conseguido progressos neste quesito, tanto quanto a carreira gerencial.
 
De outra forma, para ter destaque na carreira gerencial, os principais atributos sempre reprisados e requisitados são: aptidão para desenvolver pessoas, obter resultados, criar laços de relacionamento comercial, gerenciar o desempenho, ter capacidade de influenciar pessoas e ter raciocínio estratégico; habilidade que devem ser trabalhadas constantemente.
 
São Paulo: Tel: +55 11 2175-9000 - Fax: +55 11 3256-7401
© Mascaro Nascimento Advogados 2010 Todos os direitos reservados
Twitter Facebook LikedIn
Desenvolvido por: Original Design